HomeADVBFrases que inspiram e ensinam

Frases que inspiram e ensinam


por Alfredo Duarte

Bons fazedores de frases são também excelentes professores com duas vantagens evidentes: a síntese criativa e o foco no que interessa. No que faz diferença.

Você cultiva um ou mais provocadores que te tiram da zona de conforto e te fazem pensar fora da caixa?

Nas competências de interação e influência, especialmente vendas, negociação, atendimento e liderança, frases criativas podem dar o tom quando as respostas usuais não se encaixam mais nos problemas.

Ou quando estes mudam a forma, o meio, o impacto, o alcance e as consequências, o que acontece o tempo todo. Não dá pra ficar, nem pra correr.

Um exemplo contundente disso é a frase atribuída a Roy Bartell (Owner, Bartell Enterprises – Linkedin): “Muitas pessoas pensam que vender é o mesmo que falar. Mas os vendedores mais eficazes sabem que ouvir é a parte mais importante do seu trabalho”.

Diz aí, essa frase objetiva, assertiva, explícita, só ela, não vale um curso inteiros sobre as nobres artes da comunicação em vendas?

E a frase do famoso pensador e líder político Winston Churchill, com duas sínteses brilhantes sobre interação e influência: “Quem não entende, delega. Quem não decide, negocia”.

Guarde a frase. Cada vez que for confrontado por um pretenso líder que tenha mais empáfia do que legitimidade, ou por um negociador que se considera absoluto na situação, você reforçará o rico aprendizado que essas experiências propiciam. Bom proveito.

Para finalizar, a frase mãe de todas as percepções originais sobre negócios perenes em que valem a pena a dedicação, o esforço, o exemplo. O autor, Sam Walton, dispensa apresentações: “Clientes podem demitir todos de uma empresa, do alto executivo para baixo, simplesmente gastando seu dinheiro em outro lugar”.

O cemitério corporativo, apesar de lotado, todo dia recebe mais CPFs e CNPJs de espíritos prepotentes que tratavam os clientes apenas como oportunidades de negócios.

È claro que existem exceções e estas devem ser tratadas segundo sua própria natureza diferenciada. Quando se tem algo ou alguém que extrapola papel ou direito, é com essa medida quadrada que se deve medir o diâmetro da situação.

Em todo o mais, vale o que o que é lógico, o que é justo, o que é ético. O que você acha?

Alfredo Duarte, professor da Academia de Vendas ADVB.
alfredoduarte@terra.com.br

RELATED ARTICLES
spot_img
spot_img
spot_img