HomeADVBEstar desempregado é crime?

Estar desempregado é crime?

Concordo que o título é forte mas a ideia foi esta mesmo. Já reparou que você não tem nenhum amigo desempregado? Calma, vou explicar.

Quem não está trabalhando atualmente, seja por que motivo for, está “a procura de oportunidades”, “em transição de carreira”, “em busca de recolocação” ou avaliando alguns projetos. Agora desempregado não!

Queria entender qual a lógica desta nova nomenclatura.  Alguém tem ideia da atual situação econômica do país?

Procure nas redes sociais pessoas que definem o seu perfil profissional como desempregado. Você não vai encontrar. O fato é que atualmente existe uma grande hipocrisia com relação a este tema. É muito comum lermos e ouvirmos de grandes experts que se você estiver empregado, você tem mais valor no mercado. Pode até ser, mas por isto vamos segregar os desempregados?

O que fica parecendo é que quem está desempregado, foi demitido e é incompetente. Conheço vários desempregados extremamente competentes da mesma forma que conheço vários empregados que pouco ou nada produzem e são sim, péssimos funcionários. Vai dizer que você não conhece?

Estar em busca de oportunidades, todos estamos, empregados ou não. Alguém tem dúvida que qualquer profissional por mais feliz que esteja em sua posição não gostaria de ter uma oportunidade ainda melhor. Claro que sim. Faz parte da vida e é saudável. O fato é que sinto um enorme preconceito contra o termo desempregado. “Se eles existem, quero eles longe de mim”. É isto o que parece.

Este é o país que queremos? Negar oportunidades a quem mais precisa. Você já ficou desempregado alguma vez? Pode acreditar. É terrível. Triste. Não é fácil para ninguém que precisa trabalhar. Aí neste momento lhe falam para não dizer isto pois pode ser prejudicial para sua carreira. Ninguém gosta de ter um “derrotado” por perto. Quanta bobagem. Derrotado porque perdeu o emprego? Faça-me o favor. Procurem na história da humanidade quantos homens e mulheres brilhantes já foram despedidos em suas trajetórias e, muitas vezes, após estes momentos obtiverem um enorme sucesso e reconhecimento.

Precisamos ter mais respeito pelas pessoas. Pedir que elas informem que estão em transição de carreira é negar a elas o direito de contar a sua história verdadeira, seja ela qual for.

Vamos ser honestos. Ninguém gosta ou quer ficar desempregado mas isto é real e pode acontecer com qualquer um. Inclusive com você. Ninguém está imune. Dê às pessoas o direito de ir em busca de um novo emprego. Sim emprego. Elas têm o direito de pedir ajuda sinceramente. Não deveriam ligar para os amigos, contar que estão  pensando em algo e que gostariam de marcar um almoço ou uma visita para trocar ideias sobre projetos? Neste momento, é comum vermos agendas ficarem muito lotadas e este encontro só ser passível de ocorrer daqui a 20, 30 dias ou algo parecido. Tem noção do que são 30 dias para um desempregado?

O fato é o seguinte. O país passa por um momento muito sério. Precisamos todos, de alguma forma, ajudar no que for possível. De forma direta e objetiva. Sem blábláblá.  Temos a obrigação de fazer pelos outros o que gostaríamos que fizessem por nós. Simples assim.  Desempregado é um profissional como outro qualquer e, como tal, deve ser respeitado e apoiado. Pense a respeito. Acredito que está é uma reflexão que todos nós deveríamos fazer, estejamos empregados ou não.

Professor: Airton Carlini

RELATED ARTICLES
spot_img
spot_img
spot_img